banner_

O mundo passado a limpo

A comunidade escolar do João aceitou enfrentar um desafio do tamanho da Terra. Com base em um estudo sobre biodiversidade desenvolvido pelas turmas da 3º ano do Ensino Fundamental, a escola criou o projeto O Mundo Passado a Limpo - Um Projeto Socio ambiental do Colégio João XXIII, que reúne todas as ações de responsabilidade social e cidadania desenvolvidas na instituição. A proposta prevê desde atos simples - como apagar a luz ao sair da sala - até a construção de uma minicidade com material descartável, a montagem de um aquecedor de água feito de garrafas PET e a instalação de uma estação meteorológica.Páginas 4 e 5

Um novo olhar sobre o planeta

O Mundo Passado a Limpo - Um Projeto Socioambiental do Colégio João XXIII, lançado em setembro, consolida uma política da Escola, que abrange o desenvolvimento, em toda a comunidade escolar, de uma consciência moral, ética, ambiental e social. Estes temas sempre  estiveram presentes no currículo do João XXIII.

O Mundo Passado a Limpo inclui desde o simples ato de apagar a luz ao sair da sala e o uso consciente de papel até o ensino sobre questões ambientais, como asfalto ecológico, reflorestamento, emissão de gases poluentes, além de outros temas. O objetivo é desenvolver as responsabilidades individual e coletiva, em todos os níveis escolares.

As grandes ações, ou seja, a construção prática, que conta com a participação dos alunos, não só na sua execução, mas também no seu planejamento, começaram a ser elaboradas no final de setembro. Cada série e/ou turma tem seu projeto específico.

O responsável pelo Projeto, o professor de Geografia Artur Bergelt explica que "ações que já eram feitas isoladamente têm agora o mesmo direcionamento. É um projeto para sempre", diz, empolgado.

Um estudo sobre biodiversidade da Escola, que deu origem ao projeto Biodiversidade: conhecer para preservar, desenvolvido pelas professoras do 3º ano do Ensino Fundamental e pela laboratorista Viviane Oliveira, foi a base para a criação de O Mundo Passado a Limpo.

Minicidade com material reciclado 

A construção de uma maquete, utilizando material descartado e reproduzindo uma minicidade em evolução, será projetada e administrada pelos alunos do Ensino Médio. Na cidade, serão aplicadas as práticas de O Mundo Passado a Limpo - Um Projeto Socioambiental do Colégio João XXIII.

Biomapa e trilha ecológica

Os alunos do 3º ano do Ensino Fundamental vão fazer o mapeamento da área ecologicamente conservada nos 25 mil metros quadrados do João XXIII, com o apoio da bióloga Camila Rezendo Carneiro e do engenheiro agrônomo Sérgio Leite, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O Biomapa integra as ações do Biodiversidade: conhecer para preservar, e fará a representação gráfica dos espaços da Escola, demarcando, além dos prédios existentes, a localização das espécies já identificadas e as que estão em fase de identificação.

Sala de aula do futuro e trilha ecológica

Uma trilha ecológica e uma sala de aula "politicamente correta" fazem parte das ações que visam mudar hábitos. A trilha tem a finalidade de aproximar os alunos dos ambientes naturais, porém, com a vegetação devidamente catalogada e identificada. 

A sala do futuro deverá contar com um espaço para o laboratório de Ciências e uma sala de aula para abrigar a maquete da minicidade, podendo ser usada pelas disciplinas de Geografia, Matemática, Desenho Geométrico, História, Filosofia e Sociologia.

O projeto, as fontes de energia, o modo de captação de água e os materiais que serão usados na construção e manutenção dos espaços serão propostos pelos alunos, em oficinas no turno inverso, de acordo com o interesse deles. Essas oficinas contarão, também, com a participação do professor Artur, da laboratorista Viviane e de um profissional da arquitetura.

Estação Meteorológica

Estudos sobre a análise climática poderão ser realizados em uma  estação meteorológica, que será construída no pátio da escola.

Curiosidade despertada

O Túnel do Impacto inaugurou o projeto O Mundo Passado a Limpo. Instalação montada com tecido preto na entrada do colégio - passagem obrigatória de alunos, pais, professores e funcionários -, o túnel exibia fotos sobre diferentes tipos de impacto ambiental e artigos do Estatuto do Homem, escrito pelo poeta Tiago de Mello.

O Túnel e filmes sobre biodiversidade e impacto ambiental  foram algumas das ações elaboradas para despertar a curiosidade dos alunos e da comunidade escolar do João. Conversar sobre o que está acontecendo na Escola e o porquê do túnel, dos filmes e das demais ações é o segundo momento e faz parte da sensibilização e da motivação para que toda a Escola faça parte do projeto.

Os resíduos gerados pela comunidade escolar também foram expostos no pátio da Escola para que os alunos percebessem a necessidade de reduzi-los. Mesmo antes da inauguração oficial, a proposta já vinha ganhando força. Uma das ações implementadas, em parceria com o Grêmio Estudantil, foi a distribuição de garrafinhas para água. Com isso, o consumo de copos plásticos caiu de 3.500 para 210 copos descartáveis por dia. Em outubro, está previsto um Ato de Conscientização na Praça da Tristeza, com o objetivo de sensibilizar a comunidade.



Colégio João XXIII - Rua Sepé Tiaraju, 1013 - Medianeira, Porto Alegre - RS - CEP: 90840-360 - Fone: (51) 3235-5000